Sábado, 11 Novembro 2017 14:31

Fundo eleitoral tira R$ 70 milhões da Saúde para financiar políticos

Avalie este item
(1 Votar)

Foto: Reprodução

O fundo eleitoral, o fundo eleitoral com dinheiro público vai reduzir aplicação de verbas na saúde, ao contrário do que os parlamentares prometeram quando propuseram o novo gasto político como forma de financiar as campanhas eleitorais, como alternativa à proibição das doações eleitorais por empresas.

A destinação de parte das emendas parlamentares ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) pode retirar, em cálculos conservadores, R$ 70,3 milhões originalmente destinados a despesas com saúde. O levantamento feito pelo Estado também contradiz manifestação da Advocacia-Geral da União (AGU) assinada pelo presidente Michel Temer e enviada ao Supremo Tribunal Federal na última quinta-feira.

O orçamento de 2018 do Fundo Nacional de Saúde (FNS) perderá verbas que haviam sido previstas, no mês passado, por senadores e deputados de pelo menos três Estados: Ceará, Paraíba e Santa Catarina. O corte na saúde pode aumentar, a depender de como os parlamentares dos demais Estados decidirem sacrificar suas emendas para dar a contribuição obrigatória ao Fundo de Campanha. A definição será feita nas próximas semanas na Comissão Mista de Orçamento (CMO).

O Fundo de Campanha é composto de R$ 1,3 bilhão em emendas coletivas impositivas - destes, 5,4% tem como origem emendas destinadas inicialmente a Saúde - e R$ 450 milhões advindos do fim da compensação fiscal para TVs para exibição da propaganda partidária.

Cada uma das 27 bancadas do Congresso (dos 26 Estados mais o Distrito Federal) teve direito a apontar na Lei Orçamentária Anual de 2018 gastos que somavam R$ 162,4 milhões, em até duas emendas coletivas de execução obrigatória pelo governo. Mas esse valor caiu para R$ 113,7 milhões, por causa das campanhas eleitorais.

A redução de R$ 48,7 milhões corresponde ao corte compulsório que cada bancada terá que fazer para cumprir a lei aprovada na reforma política e, sancionada pelo presidente Michel Temer, que destina 30% do valor total das emendas impositivas à composição do fundo eleitoral.

 

CP

Ler 628 vezes Última modificação em Domingo, 12 Novembro 2017 21:01

Usuários Online

Temos 1470 visitantes e Nenhum membro online

VITRINE PUBLICITÁRIA

Astor Mallmann – Representante Telha Cer…

Colchões Ortobom

Green House

VIVO Multicell - Três Passos

Arraiá Soberano Grill

Igreja Dom de Maravilha

Vende-se prédio comercial em Humaitá

Feijoada da APAE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

INUSITADO

Homens salvam cão de virar almoço de pít…

TEMPO

Semana começa com alerta para risco de t…

ESPECIAL

Furto segue sendo o tipo de crime mais p…

GERAL

PIS/Pasep: saques podem ser feitos até s…

TRÂNSITO

Veículo cai de ponte e filha, mãe e avó …

EDUCAÇÃO

Só 2,4% dos jovens brasileiros querem se…

ESPECIAL

PRF autua 17 motoristas por embriaguez a…

CIDADE

Empresa segue recebendo currículos para …

ESPECIAL

Família reconhece corpo de jovem três-pa…

ESTADO

Polícia apreende cerca de meia tonelada …

POLÍCIA

Jovem é preso com arma, munições e droga…

REGIÃO

Casal morre afogado ao atravessar de bar…

...