Sexta, 16 Março 2018 12:49

Campanha AME Julinha ganha cada dia mais adeptos. Colabore você também

Avalie este item
(2 votos)

Foto: Guia Crissiumal

Lançada no início de março, a campanha AME Julinha ganha adeptos e seguidores em todo o estado do Rio Grande do Sul e até fora dele.

A campanha arrecada donativos para a bebê crissiumalense Julia Gabriela Wagner Marth, que está internada a mais de 80 dias na UTI de um hospital de Santa Maria com Werdnig-Hoffmann -AME TIPO 1, a mais grave. Esta desordem faz parte do grupo de doenças conhecidas como Atrofias Musculares Espinhais (AMEs). As formas clínicas das AMEs são classificadas de acordo com o início dos sintomas e do grau de desenvolvimento motor da indivíduo acometido, sendo que a síndrome de Werding-Hoffmann (AME do tipo I) é a forma mais severa.

As manifestações clínicas geralmente são precoces, desde o período do nascimento ou dentro dos primeiros seis meses de vida. A sintomatologia inclui fraqueza e paralisia muscular proximal progressiva e simétrica, decorrente da degeneração dos neurônios motores situados no corno anterior da medula espinhal. Nesta desordem, a criança não apresenta a habilidade de sentar sem apoio, pois o controle da coluna cervical encontra-se comprometido. A tosse e o choro são fracos e, antes do primeiro ano de vida, esta criança pode perder a habilidade de deglutir e de se alimentar, o que pode resultar em desnutrição. Todavia, o que costuma levar à morte são as complicações respiratórias pela disfunção bulbar.

A criança também pode apresentar problemas digestórios, como refluxo gástrico, constipação, distensão abdominal, dentre outros. De acordo com pesquisadores, os únicos músculos que são poupados do processo de atrofia são o diafragma, os músculos oculares e os músculos das extremidades. O diagnóstico é feito com base no quadro clínico do paciente, histórico familiar de doença neuromuscular, caso exista, associado com alguns exames como biópsia do músculo, bem como análise molecular, que detecta a mutação genética encontrada nesta síndrome.

Não existe cura para esta síndrome. O tratamento é multidisciplinar, envolvendo suporte ventilatório, fisioterápico, nutricional, pedagógico, dentre outros.

E se quem precisasse fosse você!

As famílias Wagner e Marth, seguem a campanha, para arrecadação, de prêmios, para realizar uma rifa em prol da Julinha, os prêmios poderão ser doados aos familiares que irão encaminhá-los para o devido fim, a rifa estará disponível, a partir da data do dia 12 de Abril, dia em que a pequena Julinha estará completando 01 ANINHO, esta Campanha, que se estende até a data do dia 12 de outubro deste ano!

Aos amigos, conhecidos ou a quem se interessar, ajude esta família, esta mãe e este pai, ajude a Julinha, ela precisa, ela quer viver mais, ela quer viver melhor, doe!

Telefones para contato:

(55) 9 9927-3767  (55) 9 9730-6684 || (55) 9 9183-5732 || (55) 9 9650-3405 || (55) 9 9146-5119

Iniciou-se a corrida!

Também podem ser feitas doações nas seguintes contas:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

Agência: 0532  Op. 013   Conta: 43477-3

JÚLIA GABRIELA WAGNER MARTH

SICREDI: Agência 0306  Conta Corrente: 97257-6

Acompanhamento destas contas bancárias está sendo feita pelo Ministério Público.

Desde já agradecemos a Sua Colaboração!!

Doe! Amanhã pode ser você quem precise!!

Guia Crissiumal

Ler 1261 vezes

Usuários do Dia

Temos 42402 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CIDADE

Alunos da UERGS Três Passos realizam tro…

ESPECIAL

Foragido da Justiça de Novo Hamburgo é p…

ESPECIAL

Polícia Civil do Rio Grande do Sul faz a…

POLÍCIA

Aluna ameaça realizar massacre em escola…

POLÍCIA

Ex-presidente Michel Temer é preso pela …

MUNDO

Por ciúmes do marido, mãe mata filha rec…

GERAL

Agricultores podem perder propriedades p…

CURIOSIDADES

Americano usa manequins para mandar reca…

ESTADO

Gasolina sobe novamente e pesquisa já en…

JUSTIÇA

Juíza manda loja indenizar cliente que r…

TRÂNSITO

Cavalo solto na pista provoca acidente n…

VARIEDADES

Para ficar mais seguro, fogão vai perder…