Quarta, 13 Junho 2018 01:00

Piercing íntimo: como é o processo de colocar um piercing na vagina

Avalie este item
(0 votos)

Camila Alvarenga

Desde a escolha do local da perfuração até os cuidados na manutenção e como isso pode interferir no sexo: especialistas falam sobre o piercing íntimo

Pode parecer loucura para algumas pessoas, mas existem mulheres que escolhem colocar o temido piercing íntimo, ou seja, aquele que vai na região genital ou nos mamilos. Seja por uma questão de prazer ou de estética, a escolha - que não é para qualquer uma - implica em diversas consequências e exige cuidados específicos.

Leia também:Fazer piercings nosmamilos aumenta risco de abscessos e mastites

O piercing íntimo é um facilitador de doenças e infecções%2C alertam especialistas%2C por isso deve ser muito bem cuidado

O piercing íntimo é um facilitador de doenças e infecções%2C alertam especialistas%2C por isso deve ser muito bem cuidado

Foto: Shutterstock

 

A body piercer Gicele Leite explica que para colocar um piercing íntimo é preciso analisar a anatomia de cada pessoa, para ver se é possível algum tipo de perfuração.

"A mulher também precisa estar com a saúde em dia. Se houver algum tipo de corrimento ou infecção, não é possível”.

É o que reforça a ginecologista e cosmetologinecologista da clínica Guidoni, Renata Zambon Guidoni. “Se a mulher tem algum câncer de vagina ou no colo do útero ou infecções vaginais crônicas, tudo isso pode ser agravadocom o uso do piercing. Quem tem qualquerpatologia vaginal ou DST (Doença Sexualmente Transmissível) não pode colocar”, diz. A explicação é simples: o piercing é um facilitador de infecções.

“A perfuração provoca uma reação inflamatória no local, naturalmente, mesmo em uma pessoa saudável, e isso se torna uma porta de entrada para bactérias e fungos se não for bem cuidado”, explica Renata.

Leia também:“Piercing” nos lábios feito com maquiagem é nova moda entre fashionistas

Para cuidar bem do piercing íntimo, Gicele afirma que a higienização é simples e feita como em qualquer outro local do corpo: usando água e sabão no banho. “Depois do banho, é bom passar uma gase com soro fisiológico. A mulher também deve usarprotetor diário [na calcinha] durante uma semana e evitar ter relações sexuaisnesse mesmo período”. Manter o local sempre seco, principalmente depois tomar banho ou ir à piscina, por exemplo, também é essencial para combater a proliferação de fungos.

A higienização é a mesma para quem escolhe aplicar a joia no mamilo, com a diferença de que, nesse local, a cicatrização completa demora seis meses, o que acaba prolongando os cuidados específicos.

Renata ressalta a importância de cuidar bem do piercing e esperar a cicatrização completa, inclusive ficando de olho em processos inflamatórios anormais que podem exigir tratamento eaté mesmo a remoção do piercing.

Leia também:Mãe deixa filho de 5 anos colocar piercing na orelha e gera polêmica

“Inflamada e mais inchada, a área vai ficar. Agora, se começar a formar machucados que não curam, ficar muito avermelhada, não desinchar, ter alguns pontos de pus e sentir dor, aí é um problema. O normal é não ter vermelhidão e não sentir dor intensa, ter apenas sensibilidade. Incômodo é uma coisa, dor é outra”, explica a ginecologista e cosmetoginecologista.

Além disso, ela recomenda verificar a qualidade do piercing que está sendo usado durante a perfuração para evitar reações alérgicas e diminuir as chances de infecção. “O outro e o titânio são mais estéreis e mais fáceis de limpar. Já materiais como latão, bronze e até a prata provocam mais alergias e podem dar mais trabalho na manutenção.”

Onde pode ser aplicado?

O piercing pode atrapalhar ou até mesmo machucar na hora do sexo%2C alertam especialistas

O piercing pode atrapalhar ou até mesmo machucar na hora do sexo%2C alertam especialistas

Foto: shutterstock

 

Como Gicele explicou, para ser aplicado, o body piercer deve examinar a região genital da mulher para avaliar onde pode ser feita a perfuração. Segundo ela, as regiões mais comuns e mais procuradas são os grandes e pequenos lábios, o capuz do clitóris e a vulva.

A ginecologista e cosmetologinecologista alerta para a escolha do local, pois, enquanto é possível realizar a perfuração em qualquer parte, existem consequências. A principal delas é prejudicara sensibilidade da mulher: ela pode ficar ou hipersensível, ou perder completamente a sensibilidade no local do piercing.

Leia também:Você conhece sua pepeca? Saiba tudo sobre vagina, vulva e região íntima

“O clitóris, por exemplo, é extremamente vascularizado e sensível, então a mulher pode perder a sensibilidade nessa região ou, ao contrário, exacerbar a sensibilidade - e não de um jeito positivo. Quando for colocar uma calcinha, por exemplo, vai acabar sentindo um incômodo muito grandee pode até machucar. O terço final da vagina, um local onde muitas mulheres também realizam a perfuração, é outro que pode ser prejudicado. E aí esses problemas não necessariamente se resolvem depois que a mulher remove o piercing”, pondera Renata.

Por isso, ela recomenda que asmulheres conheçam o próprio corpo e levem em consideração a própria sensibilidade como critério no momento de escolher onde perfurar. “Por cima ou por fora da região pubiana é um local melhor”, sugere a médica, pois, segundo ela, é o único que não vai atrapalhar na relação sexual de forma alguma e é o que provocará menos incômodo.

Atrapalha no sexo?

Por falar em sexo, uma dúvida comum de quem escolhe ou pensa em colocar o piercing íntimo é justamente se ele vai atrapalhar a relação. A resposta é: tudo depende de onde for colocado e de como ele vai afetar a sensibilidade da mulher.

Aplicá-lono terço final da vagina, por exemplo, pode prejudicar a penetração, incomodando, inclusive, o homem; no clitóris, prejudica o sexo oral - atrapalhando tanto o homem de realizá-lo, quanto a mulher de sentir prazer no ato.

Gicele defende, contudo, que, se bem colocado, o piercing íntimo não é um empecilho para o sexo. Mas, nesse momento, é bom ficar de olho se a joia não se soltou e se a movimentação não está machucando o local. "E opreservativo sempre é necessário”.

Leia também:Piercing no dedo anelar em vez de aliança de casamento é nova tendência

Já a ginecologista e cosmetoginecologista argumentaque o piercing íntimo pode machucar o pênis do parceiro e até rasgar o preservativo, dependendo de onde a joia estiver localizada, e, por isso, a atenção deve ser redobrada. Mas nem tudo é negativo: “depois da cicatrizção, a joia pode ser removida para o ato, caso o casal veja que está atrapalhando muito. Ou não. Algumas pessoas podem até gostar como fetiche”.

Ler 1134 vezes

Usuários Online

Temos 103168 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESTADO

Criança viva que foi atestada como morta…

POLÍCIA

Cachorra é esfaqueada e tem vísceras exp…

TRÂNSITO

Acidente entre carro e moto deixa um fer…

ESPECIAL

Sine disponibiliza cinco vagas de empreg…

MODA

Relembre as 10 reportagens de beleza mai…

ESTADO

Governo do Estado decreta ponto facultat…

ESPORTES

Mbappé rechaça cifras que movem o mercad…

ESPORTES

Iniesta vê com naturalidade Neymar jogan…

ESPORTES

Messi chega a 566 gols no Barcelona e pe…

TRÂNSITO

Areia na pista causa queda de motociclet…

MUNDO

Vai a 42 o nº de mortos no gigantesco in…

FENÔMENO

Cidade registra tremores de terra no Rio…