Quarta, 13 Junho 2018 02:00

Oponentes na abertura da Copa, Rússia e Arábia Saudita estão em lados opostos também na Guerra da Síria; entenda

Avalie este item
(0 votos)

Apesar de o petróleo ter aproximado os dois países no ano passado, gasodutos no Oriente Médio geram divergências entre a monarquia árabe e o governo Putin. O presidente da Rússia Vladimir Putin conversa com o rei Salman da Arábia Saudita durante um encontro no Kremlin, em Moscou, em outubro de 2017 Pavel Golovkin/AP O jogo de abertura da Copa do Mundo é considerado um dos mais fracos tecnicamente — Rússia e Arábia Saudita estão na lanterna do ranking da Fifa entre os times na disputa. Do ponto de vista geopolítico, porém, o evento desta quinta-feira (14) em Moscou representa o encontro entre dois países rivais no xadrez estratégico do Oriente Médio.
Enquanto a Rússia é aliada do regime de Bashar al-Assad na Síria, a Arábia Saudita apoia os rebeldes que tentam derrubá-lo do poder. Os sauditas, inclusive, são politicamente próximos dos Estados Unidos — tanto que o presidente norte-americano, Donald Trump, fez sua primeira viagem internacional do mandato para lá. Outdoor em Riad anuncia encontro entre Trump e o Rei Salman da Arábia Saudita FAYEZ NURELDINE / AFP O que leva, então, Rússia e Arábia Saudita a ficarem de lados diferentes na questão síria? A resposta está na gestão dos gasodutos no Oriente Médio, apontou o professor Tanguy Baghdadi, mestre em relações internacionais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e professor do Curso Clio, preparatório para concursos do Itamaraty. "Os Estados Unidos e a União Europeia querem um gasoduto para levar gás natural à Europa a partir da Arábia Saudita. Para isso, o duto precisaria passar pela Síria", explicou. No entanto, a Rússia é responsável pelo fornecimento de gás natural à Europa — e o governo Vladimir Putin não está disposto a perder a dianteira. "Os russos querem um gasoduto que saia do Irã, que é aliado deles", acrescentou Baghdadi. Relação superficial Rei Salman bin Abdulaziz da Arábia Saudita e o presidente russo Vladimir Putin, em Moscou Getty Images Para Pio Penna Filho, doutor em História das Relações Internacionais e professor da Universidade de Brasília (UnB), não se pode sequer falar em rivalidade entre Rússia e Arábia Saudita em outros aspectos porque a relação entre os países é mínima. "Difícil estabelecer uma conexão entre os dois países. As relações entre eles são bem superficiais", avaliou. No entanto, o interesse da Rússia no Oriente Médio respinga na maneira com a qual Putin lida com o regime de Riad. "É preciso enxergar a região de uma maneira global. A Arábia Saudita é grande parceira comercial dos Estados Unidos e, por isso, fica mais longe do alcance de Moscou", ponderou Penna Filho. Campeões na produção de petróleo Arábia Saudita mantém monopólio sobre exploração e produção porque tem muitas reservas. AP Se Rússia e Arábia Saudita são os times da Copa mais mal ranqueados pela Fifa, ambos os países lideram a produção de petróleo cru. Um levantamento do governo norte-americano de 2017 mostrou que as duas nações produzem, cada uma, mais de 10 mil barris por dia. 3 razões que explicam o fim da era do petróleo barato Apesar da rivalidade em relação aos gasodutos, a liderança petrolífera levou os governos russo e saudita a se aproximarem desde o ano passado. A queda no preço do petróleo acelerou o diálogo entre o rei Salman, da Arábia Saudita, e Putin. Trabalhadores observam plataforma de perfuração na Rússia Sergei Karpukhin / Reuters Em dezembro do ano passado, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), chefiada pela Arábia Saudita, e um grupo de nações lideradas pela Rússia — que não faz parte da Opep — concordaram em reduzir a produção até o fim de 2018. "Eles [Rússia e Arábia Saudita] têm por objetivo comum regular o preço do petróleo. Por isso, não dá para dizer que são países inimigos", analisou o professor Tanguy Baghdadi. A questão iraniana Sírios agitam bandeiras iranianas, russas e sírias durante protesto contra ataques aéreos liderados pelos EUA em Damasco Omar Sanadiki / Reuters Caso aconteça alguma zebra em campo, Rússia ou Arábia Saudita podem enfrentar a seleção iraniana logo nas oitavas de final da Copa do Mundo. Essa possível partida também refletiria outra questão geopolítica do Oriente Médio: mesmo com a recente aproximação por causa do petróleo, russos e sauditas têm divergências em relação ao Irã. Arábia Saudita e Irã estão praticamente em conflito no Iêmen, onde ocorre uma guerra civil, afirmou o professor Penna Filho. "Lá, sauditas e iranianos apoiam fileiras opostas." Segundo o especialista, há em jogo uma questão estratégica e outra religiosa na divergência entre Irã e Arábia Saudita. Estratégica porque Riad quer se firmar como potência regional. E religiosa porque a maioria iraniana é xiita — vertente islâmica minoritária nos demais países do Oriente Médio. O líder supremo do Irã, Ali Khamenei, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante encontro em Teerã AFP Photo/HO/Khamenei.IR E a Rússia? A Síria volta a ser peça no jogo entre russos, iranianos e, consequentemente, sauditas. Assim como Moscou, o regime de Teerã apoia Bashar Al-Assad. Mas apesar de o governo Putin ser frequentemente relacionado ao regime de Teerã pelo antagonismo aos Estados Unidos, Penna Filho vê a relação entre russos e iranianos como indireta. "A Rússia não está por trás do Irã. O que ocorre é que os russos vendem armas para os iranianos desde a Guerra Irã-Iraque (1980-1988), quando os Estados Unidos apoiaram os iraquianos", comentou o professor. Raio-x Bandeira russa é hasteada no topo do relógio de Sevastopol, Crimea Pavel Golovkin/AP Rússia Área: 17 milhões km² População: 146,8 milhões Capital: Moscou Chefe de estado: presidente Vladimir Putin Religião: maioria cristã ortodoxa, minorias católica e islâmica Índice de Desenvolvimento Humano: 0,804 (49º) Produto Interno Bruto: US$ 1,72 trilhões (11°) (FMI, 2018) O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud, em foto de 20 de setembro Bandar Al-Jaloud/Saudi Royal Palace/AFP Arábia Saudita Área: 2,15 milhões km² População: 28,57 milhões Capital: Riad Chefe de estado: rei Salman Religião: islâmica Índice de Desenvolvimento Humano: 0,847 (38º) PIB: US$ 748 bilhões (19°) (FMI, 2018)
Ler 151 vezes

Usuários Online

Temos 104378 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESTADO

Criança viva que foi atestada como morta…

POLÍCIA

Cachorra é esfaqueada e tem vísceras exp…

TRÂNSITO

Acidente entre carro e moto deixa um fer…

ESPECIAL

Sine disponibiliza cinco vagas de empreg…

MODA

Relembre as 10 reportagens de beleza mai…

ESTADO

Governo do Estado decreta ponto facultat…

ESPORTES

Mbappé rechaça cifras que movem o mercad…

ESPORTES

Iniesta vê com naturalidade Neymar jogan…

ESPORTES

Messi chega a 566 gols no Barcelona e pe…

TRÂNSITO

Areia na pista causa queda de motociclet…

MUNDO

Vai a 42 o nº de mortos no gigantesco in…

FENÔMENO

Cidade registra tremores de terra no Rio…