Quarta, 10 Outubro 2018 13:05

Operação realiza buscas em sete países e investiga fraudes no Campeonato Belga

Avalie este item
(0 votos)

iG São Paulo

Policiais investigam suposto caso de manipulação de resultados na elite do futebol da Bélgica; principais clubes do país são alvos de busca e apreensão

Policiais realizaram nesta quarta-feira 44 buscas em sete países europeus para investigar um suposto caso de manipulação de resultados e fraudes no Campeonato Belga, também chamado de Jupiler Pro League.

Leia também:Para aumentar competitividade, clubes se unem em acordo no Campeonato Holandês

O técnico do Club Brugge%2C o croata Ivan Leko%2C foi um dos detidos na operação que investiga fraudes no Campeonato Belga

O técnico do Club Brugge%2C o croata Ivan Leko%2C foi um dos detidos na operação que investiga fraudes no Campeonato Belga

Foto: Divulgação

As autoridades investigam casos de lavagem de dinheiro, corrupção e de jogos que teriam tido os resultados combinados, o que qualificam como fraudes no Campeonato Belga.

O técnico do Club Brugge, o croata Ivan Leko, o agente de jogadores Mogi Bayat, o ex-diretor esportivo do Anderlecht, Herman Van Holsbeeck, além dos juízes Bart Verertenten e Sebastien Delferioere estão entre os detidos nas operações que foram realizadas na Bélgica, França, Chipre, Macedônia, Montenegro, Sérvia e Luxemburgo.

Leia também:Jogadores polêmicos entram em ação novamente e agridem político em bar

Também são apuradas acusações de fraudes ligadas a transferências de jogadores. Os principais clubes da Bélgica, Anderlecht, terceiro colocado na competição nacional, Standard Liège, que atualmente ocupa a quinta colocação, e Club Brugge, que está em segundo lugar, estão entre os alvos das operações de busca e apreensão.Este último clube, inclusive, está disputando a Liga dos Campeões, no Grupo A, ao lado de Borussia Dortmund, Atlético de Madri e Monaco.

Mandados judiciais também foram executados em residências de jogadores, dirigentes, agentes de jogadores, empresários, jornalistas, árbitros, um treinador e um advogado, além de um escritório de contabilidade e "alguns eventuais cúmplices", de acordo com o a Procuradoria Federal belga. A operação mobilizou 220 policiais.

Leia também:Juventus recorre de punição após torcedores entoarem cantos racistas em clássico

Um relatório da Unidade de Fraudes esportivas da Polícia Federal do país, que revelou "indícios de transações financeiras suspeitas", deu início à investigação, conduzida desde 2017 pela Procuradoria do país europeu sobre possíveis fraudes no Campeonato Belga.


Ler 209 vezes

Usuários do Dia

Temos 35975 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TRÂNSITO

Caminhonete invade pista e causa acident…

GERAL

10 itens da Reforma da Previdência que t…

REGIÃO

Quatro mulheres passam mal após procedim…

ESPECIAL

Família pede ajuda em votação para Julin…

TRÂNSITO

Colisão de automóvel e caminhão provoca …

EDUCAÇÃO

Começa o 25º Encontro de Lideranças da R…

POLÍCIA

Foragido preso é encaminhado ao Presídio…

ESTADO

TJ-RS reconhece direito a danos morais p…

MUNDO

Mulher morre após cinco horas de sexo se…

ESPECIAL

Alunos da UERGS Três Passos realizam tro…

POLÍCIA

Foragido da Justiça de Novo Hamburgo é p…

ESPECIAL

Polícia Civil do Rio Grande do Sul faz a…